Projeto aM'ai

 
O número de jovens grávidas tem aumentado de forma significativa em nossa sociedade, principalmente entre a população de baixa renda. Normalmente desempregadas e sem o apoio do parceiro e da família, muitas vezes decidem pelo aborto. 

Nós, como Igreja, queremos assisti-las, mostrando que não estão sozinhas e que Deus é o único que tem o poder de dar e retirar a vida. O Projeto aM’ai é composto por treze encontros semanais, realizados às segundas-feiras, das 13h às 19h, onde diferentes temas pertinentes ao momento de gestação e maternidade são abordados e discutidos com as participantes. Entre eles: A importância do Pré Natal, Nutrição da Mãe, Planejamento Familiar, A Importância do Aleitamento Materno, Aspectos Psicológicos da Gravidez, e outros não menos importantes.

No encontro de encerramento é realizado um chá de bebê/formatura, onde as mães recebem um enxoval, inteiramente novo para os bebês e um kit de higiene pessoal para levarem à maternidade.

O projeto também conta com mulheres voluntárias maduras e experientes que se propõem a acompanhá-las ao hospital e visitá-las após o nascimento dos bebês.

Outra ação do projeto é a reintegração desta gestante no mercado de trabalho, através de oficinas de capacitação e geração de renda, permitindo assim, um auxílio no sustento da família e com a preocupação de mantermos esta mãe mais tempo em casa com seus filhos.

Pretendemos alcançar a valorização desta pessoa, como mulher, mãe, esposa, resgatando autoestima, incentivando-a nos estudos, desenvolvendo aptidões para técnicas artesanais  e/ou moda, beleza e culinária, proporcionando  uma melhor qualidade de vida para ela e para seus filhos.Mas nosso principal objetivo é investir nessas vidas, ganhá-las para Jesus e ensiná-las que Deus é quem suprirá todas as suas necessidades.

 

COMPARATIVO COM AÇÕES DA ONU:

ONU - 8 JEITOS DE MUDAR O MUNDO:

Em 2000, a ONU – Organização das Nações Unidas, ao analisar os maiores problemas mundiais, estabeleceu 8 Objetivos do Milênio – ODM, que no Brasil são chamados de 8 Jeitos de Mudar o Mundo.

5º JEITO -  MELHORAR A SAÚDE DAS GESTANTES

Em nosso país muitas mães morrem no parto ou logo após. As causas são inúmeras, como a assistência médica inadequada, a falta de preparo das mães para se cuidar durante a gestação e a desnutrição.

Melhorar a saúde materna ajuda a reduzir a mortalidade infantil. A assistência médica inadequada durante a gravidez e o parto pode causar a morte do bebê e da mãe.

 

SUGESTÕES DE AÇÕES:

Fazer campanhas sobre:

  • Planejamento familiar.
  • Prevenção do câncer de mama e de colo de útero.
  • Gravidez de risco.
  • A importância do exame pré-natal.
  • Nutrição da mãe e aleitamento materno.

Não se automedicar e não receitar remédios para gestantes.

Propiciar um ambiente agradável, afetivo e pacífico às gestantes em casa, no trabalho, no dia a dia, dando prioridade a elas, cedendo a vez em filas, auxiliando-as em seu deslocamento e no carregamento de pacotes.

Presentear uma grávida em situação de desvantagem social com um enxoval para seu bebê.

Acompanhar uma gestante, garantindo a realização do pré-natal, oferecendo transporte para as consultas e facilitando a aquisição de medicamentos, quando necessário.

Divulgar informações sobre saúde para gestantes e articular palestras em Postos de Saúde, Centros Comunitários e instituições como a Pastoral da Criança.

Participar de iniciativas comunitárias voltadas para a melhoria da saúde materna e o atendimento à gestante (pré-natal e pós-parto).

Incentivar o debate entre a universidade, a escola e a comunidade.

Reunir mulheres grávidas para troca de experiências.

Incentivar a educação para gestantes.


 

 

 Você sabe o que é o teste do olhinho?!

 

Informações: (11) 5579.3516  /   (11) 5084.1145

amai@batistadopovo.org.br

 

Topo