Semear, Colher, Cuidar e Frutificar

 

Estamos iniciando o Ano da Frutificação. A Palavra de Deus nos ensina que somos ceifeiros, aqueles que colhem frutos para o Senhor. A Palavra nos ensina também que, devemos produzir frutos e o fruto permanecer na videira.

“Não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário, eu vos escolhi a vós outros e vos designei para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça. (João 15:16a)

Quem não passou pela experiência de plantar o feijão no algodão, quando criança? A expectativa era grande para ver o feijão brotar! Observávamos cada etapa do crescimento como algo extraordinário. Este é o milagre da vida.

 

Você está semeando no Reino de Deus?

Jesus diz em uma de suas parábolas: “O semeador saiu a semear...” Parece uma dedução óbvia, nada mais trivial do que o semeador jogar sementes em seu campo de trabalho, mas Jesus comparou a vida cristã com o trabalho no campo. A semente é a Palavra de Deus e nós somos os semeadores. Assim, a visão de Jesus para o desenvolvimento de Seu Reino seria executada por semeadores que sairiam de suas casas para semear a Palavra de Deus no mundo, produzindo um crescimento numérico assombroso. Mas, como podemos ser a semente e o semeador ao mesmo tempo? Tudo começa com uma semente que brota, cresce e, depois, de seu próprio fruto, outras sementes são plantadas. Primeiro somos semeados e, depois de frutificar, podemos espalhar nossas sementes cumprindo o papel do semeador.

 

Você está colhendo no Reino de Deus?

Precisamos nos conscientizar de que nossa função não é apenas levar o evangelho, não podemos plantar, cultivar e deixar; temos também a responsabilidade pela colheita. Tem que fazer o ciclo completo, pois, quando se colhe um fruto, inicia-se uma nova etapa com esse fruto, a de conservação e qualidade, pois, sem cuidado com o fruto depois de colhido, ele facilmente se deteriora e perde-se, tornando sem sentido todo o labor do plantio.    

O mesmo princípio aplicamos às vidas em que semeamos a Palavra de Deus, se não cuidarmos, corremos o risco de perdê-las para o mundo novamente.

Você esta cuidando no Reino de Deus?

Cuidar é um jeito concreto de amar. Quem ama, cuida. Onde reina o espírito do cuidado, surgem relações de confiança e de cooperação. Jesus é o maior mestre na arte de cuidar. Ele nos ensinou a cuidar dos pobres, oprimidos, samaritanos, leprosos, viúvas, doentes e até na cruz, cuidou dos crucificados ao seu lado.

Como seus discípulos, devemos cuidar das pessoas que Ele colocar diante de nós e ajudá-las a crescer na fé, até que estas estejam produzindo frutos.

Você está frutificando no Reino de Deus?

Na ordem lógica apresentada por Jesus, o tempo de frutificar vem ‘por último’. Isso significa que precisamos esperar. Há um tempo para tudo, para plantar e para colher, para cuidar e para frutificar.

Devemos produzir frutos e o fruto permanecer em Jesus. Os frutos da vida cristã são os resultados do discipulado. Semeamos na vida do necessitado, colhemos esta vida para Jesus, cuidamos dela. Cada etapa é importante e não pode ser ignorada e uma fase depende consequentemente da outra.

Como é triste ver uma lavoura abandonada e condenada a não dar frutos. Isso tem acontecido com muitas pessoas que são semeadas na Palavra de Deus, mas não são cuidadas para desenvolver e florescer até frutificar.

Bem-aventurado é aquele que compreende este processo do discipulado. Se não houver este entendimento, o resultado será frustração.

Que possamos nos desenvolver no discipulado em cada uma destas etapas e prosseguir nossa vida espiritual a partir de onde estivermos até frutificarmos.

Atentemos também para estas palavras do Senhor: “Sem mim nada podereis fazer”. É uma verdade que todos nós conhecemos bem, contudo, muitas vezes, nos esquecemos dela. Precisamos uns dos outros, acima de tudo, porém, precisamos de Cristo, porque nós, no que diz respeito ao frutificar, não podemos fazer nada sem Ele ou fora dEle.

 

Secretaria de Celulas

 

 

Topo