Paternidade - entendendo o propósito de Deus para os filhos

 

Quando os pais viram o menino, também ficaram admirados. E a sua mãe lhe disse: — Meu filho, por que foi que você fez isso conosco? O seu pai e eu estávamos muito aflitos procurando você. Jesus respondeu: — Por que vocês estavam me procurando? Não sabiam que eu devia estar na casa do meu Pai? Mas eles não entenderam o que ele disse." (Lucas 2:48-50 NTLH)

 

A.T: O propósito de Deus para a criação de filhos é que nós, pais, o imitemos, gerando, criando e liberando filhos para serem semelhantes à Jesus.

 

Introdução

Temos aqui um cenário bastante corriqueiro. Muitos pais já passaram pelo calafrio de olharem para o lado e não verem seu filho(a) que até há pouco estava bem ali!

Que susto, não é mesmo! Que angústia! 

O cenário aqui é mais ou menos parecido com perder o filho em uma "Marcha para Jesus".. 

Diz a Palavra que eles foram para a Festa da Páscoa em Jerusalém.. Uau! O mundo todo estava lá. Judeus e prosélitos de todas as partes. Perder o filho ali era como derrubar uma "agulha em um palheiro". 

Quero pensar a luz deste texto, sobre um assunto que é comum à todos nós, que somos pais: O desafio e a angústia de criar filhos, sem perde-los.

 

O que este texto nos ensina?

Verso 41 -Todos os anos os pais de Jesus iam a Jerusalém para a Festa da Páscoa.  (Êxodo 12:1-13; Lev 23:5-8; Dt 16:1-2) - em obediência à Dt 6:1-9 > aprenda, obedeça, ensine a obedecer (Jesus autenticou isso em Mateus 28:18-20)

Ensino prático: 

> Pais precisam SER BONS FILHOS para que possam ensinar seus filhos a serem santos: diante de Deus, da familia e da sociedade. Conhecimento, obediência amorosa, disciplina e diligência em aplicar as leis de Deus e influência por modelo.

 

Verso 42 - Quando Jesus tinha doze anos, eles foram à Festa, conforme o seu costume. 

> Pais precisam perseverar na prática e no ensino dos bons costumes, mesmo que isso implique em sacrifício quanto ao investimento de tempo, dinheiro, atenção. 

> PV 22:6 "Ensina a criança no caminho em que deve andar.."

> José e Maria estavam ano após ano, fazendo o caminho com o filho. Um costume não se desenvolve da noite para o dia. Principalmente os BONS COSTUMES.

 

Verso 43 - Depois que a Festa acabou, eles começaram a viagem de volta para casa. Mas Jesus tinha ficado em Jerusalém, e os seus pais não sabiam disso.

> Pais precisam estar atentos a cada movimento dos seus filhos. Mais que vigiar os passos, é conhecer o CORAÇÃO deles. Onde está o coração de seu(s) filho(s)? Qual o tesouro deles? O que tem valor para eles? "Onde estiver o teu tesouro, aí estará teu coração" (Mateus 6:21) - o tesouro de Jesus era "cuidar"'dos negócios de seu pai. E quanto à nós e nossos filhos?

> Enquanto estamos na "casa de Deus", o que nossos filhos estão fazendo? 

Atenção: o brilho da "festa" em nossos olhos pode ofuscar a nossa percepção da realidade dos fatos. Estar fisicamente, não implica estar Espiritualmente e Emocionalmente - "Portanto, amem o Senhor, nosso Deus, com todo o coração, com toda a alma e com todas as forças." (Deuteronômio 6:5 NTLH)

 

Verso 44 -  Eles pensavam que ele estivesse no grupo de pessoas que vinha voltando e por isso viajaram o dia todo. Então começaram a procurá-lo entre os parentes e amigos. 

> Pais precisam saber quem são os melhores amigos de seus filhos. 

> Se teu filho decidisse se refugiar em algum lugar, quais seriam as mais prováveis hipóteses? Com quem eles estariam? 

> Na caminhada da fé não podemos perder nossos filhos de vista. O fato de estar no meio da multidão não garante que eles cheguem no destino. ESTABELEÇA check-points - momentos de parada e checagem do coração. AS VEZES ESTAMOS INDO RÁPIDO DEMAIS - "É melhor que o meu patrão vá na frente deste seu criado. Eu vou atrás devagar, conforme o passo dos animais e dos meninos, até que chegue a Edom, onde o senhor mora." (Gênesis 33:14 NTLH)

 

Verso 45 - Como não o encontraram, voltaram a Jerusalém para procurá-lo. 

> Pais precisam aprender a voltar atrás e recomeçar, quando as coisas dão errado.

> Voltar atrás é uma virtude que poucos pais tem desenvolvido. Normalmente o "ser pai" impõe uma certa altivez, orgulho, exagero na questão da reputação. 

> A bíblia nos ensina a retroceder sempre que erramos. Isso é arrependimento. Sem arrependimento não há conserto. Ninguém muda nada. "Lembrem do quanto vocês caíram! Arrependam-se dos seus pecados e façam o que faziam no princípio. Se não se arrependerem, eu virei e tirarei o candelabro de vocês do seu lugar. "(Apocalipse 2:5 NTLH)

 

Verso 46 - Três dias depois encontraram o menino num dos pátios do Templo, sentado no meio dos mestres da Lei, ouvindo-os e fazendo perguntas a eles. 

> Pais precisam lutar contra o pessimismo e combater os maus pensamentos em relação aos filhos

> O que será que passou pela mente e coração de José e Maria? "E se ele foi raptado?", "E se ele se machucou?", "E se ele se juntou a más companhias?".  

> Estes pré julgamentos são danosos para os pais (sofrem por antecipação) e MAIS AINDA para os filhos - porque muitas vezes DENUNCIAM a nossa falta de confiança neles.

> Precisamos aprimorar a nossa confiança e dependência de Deus - "Entreguem todas as suas preocupações a Deus, pois ele cuida de vocês." (1 Pedro 5:7 NTLH)

O QUE TE PREOCUPA NESTE EXATO MOMENTO? EM RELAÇÃO AOS SEUS FILHOS? Há algo que você deva entregar à Deus hoje?

 

Verso 47 - Todos os que o ouviam estavam muito admirados com a sua inteligência e com as respostas que dava. 

> Pais precisam desenvolver o hábito de elogiarem, encorajarem e promoverem os filhos.

> Talvez a melhor maneira de abordagem nesta passagem teria sido: "ah Jesus, que bom que você está aqui no Templo, meu filho. Estamos orgulhosos de você. E nos desculpe filho, porque não percebemos que não estava mais com a nossa caravana". 

 

Verso 48 - Quando os pais viram o menino, também ficaram admirados. E a sua mãe lhe disse: — Meu filho, por que foi que você fez isso conosco? O seu pai e eu estávamos muito aflitos procurando você. 

> Pais precisam aprender a reagirem de acordo com os fatos e não com suposições ou à luz das emoções e sentimentos.

> A falta de domínio próprio e mansidão nos levam à valorizar mais o problema do que o resultado do processo. 

> Veja aqui! Todos estavam admirados e Maria e José, AFLITOS. Busque aprender a controlar as emoções e reações, principalmente diante dos filhos. FILHOS aprendem mais pelo que vêem do que por aquilo que escutam. 

> Nem sempre a nossa sensação das circunstâncias correspondem a realidade dos fatos: "menino, você está louco! Sai daí!" (A criança estava perto de um Golden Retriever e não de uma sucuri). 

 

Verso 49 - Jesus respondeu: — Por que vocês estavam me procurando? Não sabiam que eu devia estar na casa do meu Pai? 

> Pais precisam SABER que existe uma agenda de Deus para os filhos.

> Nós, pais, nos preocupamos em dar o melhor aos filhos (e isso, por princípio, não está errado). Mas, o que julgamos melhor? Qual a nossa escala de valores? Ela está alinhada com o Reino de Deus e com as expectativas do Rei?

> AQUI Jesus, um adolescente de 12 anos, REPRESENTA cada filho e filha, que ao atingir a PUBERDADE tem que estar TOTALMENTE ENVOLVIDO COM OS NEGÓCIOS DE DEUS! Pai, mãe: A agenda principal de um adolescente deve ser ESTAR SENTADO AOS PÉS DE MENTORES que auxiliem no processo de amadurecimento. É a hora de CONFIRMAR A IDENTIDADE E O DESTINO de cada um deles. Prepará-los para serem lançados como flechas. Este processo primordialmente passa pelo DISCIPULADO do pai com o filho e/ou filha, APOIADO pela mãe. AVÓS, TIOS, PASTORES, LÍDERES DE CÉLULA são personagens importantes neste processo, CONFIRMANDO, APROFUNDANDO e AMPLIANDO os princípios e valores aprendidos com os pais - para que percebam que não se trata de regras e preferências (costumes) dos pais. SÃO VALORES ETERNOS e que serão indispensáveis na caminhada adulta.

> ONDE VOCÊ ESTÁ QUERENDO ACHAR SEU FILHO AGORA? Na melhor escola? No clube mais badalado da cidade? No shopping preferido da elite? ENFIM, COM ALGUÉM fora da CASA DE DEUS? Ou, segundo Jesus nos ensina, deveríamos TER A CERTEZA que é lá que eles deveriam estar!

 

Verso 50 - Mas eles não entenderam o que ele disse. 

> Pais precisam despertar e dar crédito a tudo o que já ouviram da parte de Deus em relação a criação de filhos.

> José e Maria já tinham ouvido, da parte de Deus, quem era, quem seria, o que se esperava de Jesus, mesmo antes dele ser formado no ventre dela. 

> Deus já FALOU à todos os homens o que Ele deseja com relação a criação de filhos! Você tem dado ouvidos à Ele?

 

Verso 51 - Então Jesus voltou com os seus pais para Nazaré e continuava a ser obediente a eles. E a sua mãe guardava tudo isso no coração.

> Pais devem estar atentos às "segundas" chances que Deus dá à cada pai e mãe, de continuarem a jornada da criação de filhos. 

> ESCUTE! DEUS nunca desistirá de seus filhos! POR ISSO, jamais desista deles!

> APESAR DOS MUITOS DESENCONTROS, APROVEITE CADA REENCONTRO e FIRME os pilares da vida cristã: AMOR, RESPEITO, SANTIDADE, UNIDADE E SERVIÇO.

> PAIS, sejam pacientes, amorosos, perseverantes e totalmente dependentes de Deus. 

 

Verso 52 - Conforme crescia, Jesus ia crescendo também em sabedoria, e tanto Deus como as pessoas gostavam cada vez mais dele. (Lucas 2:41-52 NTLH)

> Pais devem confiar que o processo de educação de filhos à maneira de Deus sempre trará um resultado satisfatório.

> O alcance deste resultado é amplo, efetivo e duradouro: 

A) Amplitude: DEUS (VERTICAL - ESPIRITUAL); B) Efetividade: AS PESSOAS (HORIZONTAL - INTERPESSOAL) e C) Duradouro (Educação continuada - "ia crescendo.."

 

Conclusão

 

O propósito de Deus para a criação de filhos é que nós pais o imitemos, gerando, criando e liberando filhos para serem semelhantes à Jesus.

Esperamos assim, formar famílias que vivam a realidade do Reino de Deus.

Lares que o agradem. Cremos que Ele nos aperfeiçoará até sermos:

• Um povo formado por famílias solidas e estaveis. 

• Solteiros que mantenham sua santidade. 

• Casais que convivam em harmonia e fidelidade. 

• Filhos obedientes e que respeitem seus pais. 

• Esposas submissas, maridos amorosos e responsaveis. 

• Um povo que saiba trabalhar, estudar, progredir, casar, criar filhos, cuidar de sua casa com disciplina e ordem. 

• Um povo de discipulos diligentes, responsáveis, generosos e que saibam servir. 

• Um povo formado por familias sadias e felizes, onde haja amor, paz e alegria. 

 

D'Ele, por Ele e para Ele seja o amém! 

 

Pr. Paulo Falçarella