Projeto Quilombo Contendas

Projeto de Revitalização do Quilombo Contendas é desenvolvido em São Bento

 

A cidade de São Bento, sertão do Estado, vai ganhar um novo acervo cultural. Idealizado pela Missionária da Igreja Batista do Povo, Sônia Wense e desenvolvido em parceria com bibliotecária Fernanda Reis, o Projeto de Revitalização do Quilombo Contendas, tem como objetivo resgatar a história e a memória da comunidade, a fim de promover um resgate dos valores culturais.

Sônia conta que se encantou com a história da comunidade, que teve início com a escrava liberta Maria Tereza de Jesus, quando recebeu dos seus antigos senhores, uma faixa de terra onde se instalou, e assim nasceu e desenvolveu a Comunidade Quilombola Contendas. “É um povo simples e acolhedor e com uma rica história para ser contada”, disse Sônia.

Para Fernanda, foi a realização de um sonho participar do projeto. “Quando Sônia me apresentou o projeto, ela não sabia a minha formação profissional. Mas de pronto aceitei e disse: esse é o projeto que sonhava desenvolver e vamos fazer isso a quatro mãos”, relatou.

E foi através de conversas com moradores e com a ajuda do líder comunitário Francimar Nunes, que Sônia e Fernanda foram coletando dados e informações para a construção do Projeto.

O projeto se desenvolve através de cinco etapas:

1ª) Resgate de Memória – foram gravadas algumas entrevistas e a transcrição desses áudios estão sendo compilados para construir o Livro de Memórias do Quilombo Contendas.

2ª) Fonte Geradora de Renda – impulsionada com a realização de Oficinas de Artesanato, introduzindo na Comunidade novas técnicas de trabalho e possibilitando a presença em Feiras de Artesanato da região. Até essa data, já participaram de algumas feiras em João Pessoa e São Bento, sempre com o apoio de Márcio Gulino, atual Vereador de São Bento.

3ª) Reforma de alguns imóveis em ruínas e desabrigados – em curso, a reforma da antiga casa de Dona Maria Tereza de Jesus, onde será o Centro Histórico e receberá acervo que remete ao tempo dos começos; contamos com alguns itens com forte valor histórico; o próximo passo será a restauração de uma pequena casa e o Espaço das Cajaranas: a casinha será o ponto de venda dos itens confeccionados na Comunidade e o Espaço das Cajaranas será o Espaço do Turista, aterrado e revitalizado com material reciclado: bancos, balanços, floreiras utilizando pneus; o último passo será a restauração do antigo Mercado (espaço interno bem dimensionado),  futuro local de trabalho da Comunidade: a Casa do Artesão.

4ª) Capacitação – em parceria com o SEBRAE, a Comunidade receberá instrução e orientação sobre Empreendedorismo, Marketing e Gestão de Negócios.

5ª) Turismo Rural ou Interior – divulgar e mobilizar a beleza da região e promover o Turismo Rural, Turismo no Interior da Paraíba. Para a realização dessa etapa, é fundamental o apoio do Vereador Márcio Gulino, como facilitador de uma reunião da Coordenadora Geral do Projeto – Sônia Wense – com os representantes da Secretaria de Turismo do Estado da Paraíba.

    

“Estamos concluindo a restauração da casa de Dona Maria Tereza e temos a expectativa de inaugurarmos o Centro Histórico entre Janeiro e Fevereiro de 2019. Lá será o local onde toda a população de São Bento e do mundo onde todos poderão conhecer a história do Quilombo Contendas”, destacou Sônia.

Segundo Sônia, todos os recursos levantados para a realização das ações, são oriundos de eventos e ofertas voluntárias dos irmãos da Igreja Batista do Povo, com o fim específico de apoiar o Projeto Quilombo Contendas.

O vereador Márcio Gulino destacou a honra de participar do projeto e a importância do mesmo como riqueza cultural da cidade de São Bento. “Estou muito feliz após ter visitado a comunidade Quilombola Contendas e ter me deparado com um grande projeto de revitalização da primeira casa daquela localidade, que se transformará no Centro Histórico Maria Tereza de Jesus (escrava fugida e primeira a povoar a comunidade) , o primeiro Mercado de São Bento, que se transformará em um espaço para a produção artesanal, o espaço das cajaranas, onde será transformado em um espaço de lazer com balanço, assentos e mesas para os moradores e futuros turistas, tudo de pneu reciclado”, disse Márcio.

Por: Wanderley “Murikinho”
São Bento em Foco

(https://www.saobentoemfoco.com.br)

Topo