Fotos IBP

Redescobrindo minha identidade

 

Quem sou eu? Quem nós somos? Essas são perguntas constantes na vida do ser humano. Cada pessoa aprende a viver a partir do ambiente em que está inserida. Normalmente, quando a criança percebe o mundo de maneira errônea, ela desenvolve um estilo de vida desajustado ou neurótico.

Quando uma criança é maltratada na infância, provavelmente, quando adulta, se tornará uma inimiga da sociedade, pois o seu estilo de vida será dominado pelo espírito de vingança.

Também existem algumas pessoas que viveram num ambiente familiar disfuncional ou que trazem dor ou trauma em sua alma, em função de alguma perda.

Esses fatores citados são, na grande maioria, os responsáveis pela formação de indivíduos com algum tipo de patologia ou com problemas de relacionamento.

Como uma pessoa consegue sobreviver com tudo isso? Ou como eu redescubro minha identidade?

O cristão deve buscar ajuda em Deus para superar essas dificuldades. A história de José do Egito é um grande estímulo. Ele sofreu o desprezo e a injustiça dos irmãos, foi vendido, humilhado e preso, porém, nunca abandonou a Deus. José foi abençoado, porque sua vida foi posta nas mãos de Deus, preferindo acreditar nEle a ficar sufocado em suas dores interiores.

Existe também outro aspecto muito importante na caminhada do cristão, que é a fase em que Deus o ajuda a redescobrir a sua verdadeira identidade, sondando e tratando o seu coração, como relata a Bíblia em Provérbio 17.3; Jó 1.8; 42.1-6 e Eclesiastes 2.1-11.

Caso você não esteja entendendo o seu momento ou não saiba os sonhos de Deus para a sua vida, faça como José: entregue e confie o seu caminho ao Senhor.

Precisando, busque ajuda com o seu líder de célula ou com um profissional.

Deus os abençoe!

 

Mary Estevam – Psicóloga

Topo