Fotos IBP

Fim da crise? O que aprendemos?

 

A crise financeira ainda não se dissipou totalmente, porém, os sinais de melhoras são evidentes. Neste momento, cabe a pergunta: o que aprendemos? Nós vimos bancos de importância histórica quebrando, um número bastante elevado de famílias endividadas nos Estados Unidos e a expectativa, inclusive, de que esta crise teria a mesma magnitude da crise de 1929. Felizmente, esta última previsão não se confirmou.

E, no nosso dia a dia, como a crise nos afetou? Os empresários venderam menos? Os empregados perderam o emprego ou deixaram de receber uma promoção? Isoladamente podemos fazer muito pouco para evitar outra crise, porém, podemos nos esforçar para minimizar o impacto de uma crise sobre as nossas vidas. Um empresário deve sempre manter sua empresa em ordem, controlando gastos e investindo com sabedoria. Um funcionário deve sempre se esforçar, realizando suas tarefas com seriedade. Investir em cursos que o capacitem também é importante. Tenha sempre vontade e disposição para aprender.

O fim da crise não pode nos levar a uma acomodação. Temos que nos esforçar para ter uma performance cada vez melhor, seja como empregador ou empregado.


Fábio Gomes
Economista

Topo