Fotos IBP

Dor é o sinal de que o exercício foi bom ?!

 

Ninguém gosta de sentir dor, especialmente quando se faz uma atividade física para se ter uma boa qualidade de vida, não é verdade?

O grande mito que existe há muitos anos, é o de que se não sentir dor, o exercício “não pegou”.

Na verdade, dor é sinal de que algo está errado, e o pior, a dor nos afasta de qualquer atividade e das pessoas que estão nos provocando isso.

O que realmente acontece é que, toda vez que nos exercitamos, ocorre o rompimento de pequenas fibras musculares, ocasionadas pela intensidade dos exercícios ou por estarmos a muito tempo sedentários e termos um estímulo com um esforço maior do que fazemos em nosso dia a dia.

Quando você faz uma ginástica moderada, respeitando seus limites e sendo orientado (a) por um profissional de educação física consciente e especializado, o estímulo oferecido será adequado para seu corpo.

O máximo que pode acontecer, é que você sinta uma leve sensibilidade em alguns músculos no dia seguinte, mas muito suportáveis e que fazem você lembrar dos exercícios que foram feitos no dia anterior.

Porém, quando temos que tomar alguma medicação para aliviar a dor no dia seguinte, algo realmente aconteceu de errado, pois, ou o treino foi muito intenso, ou a postura nos exercícios estava incorreta, ou então, você se empolgou e ultrapassou seus limites.

Jesus nos ensinou que devemos ter FÉ, PACIÊNCIA E SERENIDADE. Isto se aplica à ginástica também, não queiram recuperar sua condição física ou seu corpo atlético em uma semana, sendo que você está sedentário há meses ou até anos.

Tudo tem o seu tempo e na condição permitida por Deus naquele momento. Portanto, vamos sentir prazer e alegria, para que possamos ter uma rotina diária de exercícios e qualidade de vida.

Não se esqueçam, estão abertas as inscrições para ginástica na Casa da Família.

Luiz Americo Bravo
Diretor Técnico
Fone: (11) 3506 7910
www.qualitevie.com.br

Topo