Fotos IBP

A evolução do ser humano. Será?

 

Vamos começar nossa conversa hoje, voltando a alguns milhares de anos...

Nossos ancestrais nômades tiveram que lutar muito para sobreviver, contra o frio, contra o calor, para encontrar comida, para encontrar água, para se defender, para atacar, para fugir, e por aí vai.

Você tem idéia de quanta energia nossos parentes antepassados tinham que utilizar pra promover todas estas funções diárias? Quantas calorias eles gastavam por dia? E o pior, nem sempre eles conseguiam repor as calorias diárias necessárias; quanto exercício, não!?

Bem, mas algumas pessoas vão dizer que eles estão muito longe no tempo, já se passaram milhares de anos, isto não tem nada a haver com nossos dias e muito menos conosco. Uma coisa é certa, faz muito tempo mesmo, mas que tudo isso tem uma relação muito importante e vital para nós, não há como negar, e vocês verão adiante de nossa conversa.

Como um filme, vamos caminhar um pouco mais no tempo e  analisar o progresso da humanidade. Nossos primos, já mais próximos de nós, começaram a se estabelecer, deixavam de perambular pelo mundo e utilizavam cavernas ou construíam suas moradias. Perceba que o fato de se fixarem, já lhes economizava muita energia diária, pois não tinham que ficar procurando um lugar para descansar.Mas ainda assim, gastavam muita energia, pois ainda tinham que pescar, caçar, se defender, pegar água, pois nem sempre tinham recursos próximos de suas aldeias.

Porém, como seres humanos em evolução, começaram a cultivar seus alimentos, a criar seus animais próximos de suas casas, desenvolveram armas, montavam em animais para se locomover.Notem que menos energia era gasta por dia.

Dando um salto enorme e passando para o século passado, a partir de 1900, o homem realmente “evoluiu”.
Inventou o carro, fogão, microondas, televisão, telefone, controles remotos para várias funções, geladeira, supermercado, fast food, medicamentos, quanta coisa maravilhosa, hein!?.O problema é que para cada ação do homem, sejam boas ou ruins, temos reações contrárias , boas e também ruins.

No aspecto da qualidade de vida, temos algumas contradições, que vão da descoberta de medicamentos maravilhosos para nos curar de uma infinidade de doenças e vivermos mais tempo, como a cada dia utilizamos menos nosso corpo, uma máquina maravilhosa que estava acostumada a funcionar todo instante e agora está praticamente parada, enferrujada, com suas engrenagens travadas.

Senhores, é muito sério saber que este sedentarismo em evolução está nos levando a sérios problemas.Estamos sendo induzidos para uma inatividade inconscientemente e ainda achamos que está ótimo, que quanto mais tecnologia viveremos mais.Viver mais sim, mas com que qualidade, será que melhor?
(Praticamente 50% = retirar) Muitas das patologias, como diabetes, hipertensão, cardiopatias, problemas articulares, estresse e muitas outras, nós poderíamos diminuir na população mundial, com o hábito da atividade física.Vejam quanta economia em medicamentos, em hospitalizações nós podemos ter, “apenas fazendo alguma atividade física regular”.

A facilidade que temos em nos encher de calorias diárias é absurda, nos causando danos muitas vexes irreversíveis em nossa saúde.Todo médico, fisioterapeuta, fisiologista, psicólogo, Professor de Educação Física, enfim, recomendam a atividade física regular.

O exercício físico é um dos pilares do tripé recomendado por todos os especialistas:alimentação x medicação x atividade física.

Para que vocês tenham uma idéia das maravilhas que o exercício físico causa em nossas vidas, darei um exemplo com pessoas diabéticas. Lembrando que o Diabetes é uma disfunção hormonal, que se não acompanhada e tratada , leva a sérias patologias, como problemas renais, musculares, cegueira , amputações e a morte.

A pessoa diabética precisa controlar a quantidade de glicose no sangue aos padrões de 90 a 100 mg/dl.Todo início de aula, peço para que meus alunos meçam sua glicemia ( em geral através de um aparelho chamado de glicosímetro) para que nós possamos partir de uma referência segura.Muitas vezes tenho alunos que chegam com valores entre 150 a 250 mg/dl.

Bem, uma aula de 50 minutos chega a reduzir em até 100 mg/dl a quantidade de glicose sanguínea, isto quer dizer que a atividade física é um hipoglicemiante natural, fazendo com a pessoa, “através de seu médico”, repito, “através de seu médico”, consiga diminuir a quantidade de medicação em determinados momentos  do dia.

Poderia me estender, e mostrar os benefícios para pessoas com outras patologias, porém, como nos veremos em outras edições, outras informações virão.

Portanto meus amigos, temos muito a evoluir e muito a usufruir das novas invenções que estão aparecendo a cada dia.

Que tal cuidarmos e movimentarmos esta máquina maravilhosa que DEUS nos deu, e termos mais tempo de vida “SAUDÁVEL” para aproveitar?

Lembre-se, procure sempre um profissional de Educação Física registrado e especializado para atendê-lo caso você tenha alguma doença.

Um Grande abraço, e...seja um nômade , mesmo tendo sua casa.

 

Luiz Americo Bravo
Personal Trainner
Membro da IBP


 

Topo