Homens em Aliança - Roberto Nunes

Homens de Aliança - Roberto Nunes

Cheguei ao Vale da Graça, local do retiro de homens, no final da noite de sexta-feira e fomos direto louvar a Deus. Minhas expectativas para o retiro eram as mínimas possíveis, eu queria de fato apenas estar mais perto do Criador e render graças a Ele. Mas como “Ele é bom e Sua misericórdia dura para sempre”, Deus tem um dom especial para nos constranger com tamanho amor.

 

Isso aconteceu comigo logo no sábado de manhã, ajoelhado eu clamava pelo Senhor e recebi sua visita. Não consigo colocar em palavras o que senti, fora uma explosão de sentimentos inexplicáveis que me faziam chorar e rir desesperadamente. Lembro que eu repetia: “Pai, cega-me como fizeste com Paulo. Cega-me com minhas lágrimas ó Santo Deus e fale comigo”. E Ele de fato falou. Ouvi revelações de pedaços da minha história há muito esquecidos. Foram revelados momentos em que negara Jesus, desagradara o coração do Pai e também que a cura que eu tanto clamava já havia sido me dada, eu só precisava retirar as pedras do meu caminho: “Filho, como posso mandar Lázaro sair se você não retira as pedras que te peço?”

No restante do retiro rasguei-me nos pequenos grupos e me entreguei aos louvores.

Voltei transbordando do Espírito Santo de Deus, porém ainda não consigo explicar com palavras o que me aconteceu, só sei medir as consequências de tal encontro.

Na noite que voltei do retiro eu encontrei com minha esposa e pedi perdão pelas minhas falhas, pontuando cada uma delas e declarando todo meu amor e cuidado para com ela. No dia seguinte um mendigo interpelou-me pedindo dinheiro e eu não apenas dei o que ele pedira como também orei com ele, ali no meio da rua, para que Deus o abençoasse. A noite, no mesmo dia, encontrei com os homens do curso Hombridade e fortaleci todos eles com umaoração em conjunto. Alguns dias depois encontrei meus pais e fiz uma coisa que nunca fizera em 33 anos de vida: declarei que os amo, os abençoei e pedi a benção deles para minha vida.

Continuo sem saber como explicar o que o Espírito Santo fez comigo. Só sei que Seu amor é tão constrangedor que transforma, e nos faz querer praticá-lo através do arrependimento, bondade e perdão. Sinto-me mais sensível ao mover de Deus e com olhos espirituais para o que acontece a minha volta – sei que não sou mais o mesmo. E eu sigo buscando-O em casa com minha esposa em oração e leitura da bíblia e também todas as quartas-feiras na Torre de Oração.

 

Roberto Nunes

Retiro Homens de Aliança 1º Semestre 2013 – Hotel da Graça – Porto Feliz – dias 3, 4 e 5 de maio

Topo